Rita Lee, a eterna “ovelha negra da família”

Notícias

October 5, 2018 14:31 By Fabiosa

Rita Lee nasceu no dia 31 de dezembro de 1947. Criada em São Paulo, Rita vivia com os pais e três irmãs em um casarão que ela chamava de “harém”.

O pai era um dentista de origem indígena e americana e a mãe era filha de imigrantes italianos e foi nessa casa cheia de gente diferente que Rita Lee logo percebeu que era mesmo a “ovelha negra da família”.

A caçula da família teve seu primeiro contato musical por causa de uma permuta que seu pai fez com a pianista Magdalena Tagliaferro, e apesar do dentista não gostar muito da ideia, Rita tinha talento e logo mostrou isso ao mundo.

Em 1968, Rita Lee entrou para “Os Mutantes”, banda que deu inicio a sua carreira e com quem ficaria por seis anos até ser expulsa, em 1972, por discordar da linha de “rock progressista” que o grupo havia tomado.

Depois de sofrer por três anos com a expulsão, Rita Lee escreveu e gravou “Ovelha Negra”, música que seria seu grande sucesso.

A canção entrou para o álbum “Fruto Proibido” que, na época, vendeu 200 mil cópias, um verdadeiro recorde para um disco de rock nacional.

A letra de “Ovelha Negra” é bastante biográfica. Nela, Rita conta que a primeira vez que se sentiu diferente de todos foi por causa de seu pai “Filha, você é a Ovelha Negra da família”, escreveu ela.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: “Asa Branca” de Gonzagão, a canção que narra o drama do sertanejo retirante e se tornou um dos maiores sucessos da música brasileira

Mas a canção também faz referência a outros momentos de sua vida, como a separação da banda “Os Mutantes” e sua eterna busca para saber quem verdadeiramente é.

Regravada por grandes nomes da música brasileira, como Lulu Santos, Lobão e Kid Abelha, a canção se tornou um hino de toda uma juventude que se sentia representada na canção.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma publicação compartilhada por Rita Lee Jones (@litaree_real) em

 

 

Há mais de 40 anos casada com o guitarrista Roberto de Carvalho, seu parceiro de vida e musical, Rita Lee segue sendo a “ovelha negra” que sempre foi e causando “auês” por onde passa até hoje. Não é a toa que essa “senhora” de quase 70 anos tem o apelido de “Rainha do Rock Brasileiro”.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Uma carona com Roberto Carlos pelas curvas da estrada de Santos